domingo, 6 de maio de 2012

Organizing folders and tags on Gimp 2.8

Durante a preparação da coleção de pinceis para o Gimp 2.8, deparei com algumas surpresas boas e assim pensei em escrever alguns conselhos uteis de como organizar as pastas dos pinceis na nova versão.
O Gimp 2.8 reduz o trabalho de classificação dos pinceis com os seus tags, pois ele já considera como tags iniciais a organização, a herança e nomes das pastas que usamos na nossa árvore.
Por exemplo, se temos a seguinte árvore de pastas:

brushes
 \wet
     \classical
     \flow
 \bristles
 \pencils
 \acrylic
     \dry
     \scrawled

Ao colocarmos em Edit > Preferences > Folders > Brushes a nossa path de 'brushes', o gimp irá automáticamente criar os tags principais seguindo a árvore do nosso esquema, então teremos para os pinceis em 'wet/classical' os tags, 'wet' e 'classical'... para aqueles em flow irão estar tagados com 'wet' e 'flow'. Quando um diretório está somente no primeiro nivel, o tag fica mais direto, p.e., no caso dos pinceis na pasta 'bristles' eles vão estar tagados como 'bristles'. Lembre-se que o nome do tag vai ser igual aquele da pasta que os contem.


Atenção!
É importante não colocar nomes complicados e ou com caracteres incomuns, pois isto pode criar problemas no gimp... comigo aconteceu varias vezes de o programa ir em crash completo... o motivo era simples, algumas das minhas pastas  tinham nomes longos e inusuais, apesar de estarem segundo o esquema unix like deram problema. Então é melhor manter isto o mais simples possível, assim os tags automaticamente criados são também inteligíveis e práticos para a filtragem e ou pesquisa.

Na imagem podemos ver os tags: grains, wet; aonde o pincel é do tipo 'grains' e está na pasta 'grains' que por sua vez está na pasta 'wet'.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...