quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Desenhando as técnicas úmidas para o Gimp e o MyPaint

Modelando a transparencia segundo parcialmente empirico baseado no modelo teórico.
Modelando a transparência segundo parcialmente empírico baseado no modelo teórico.

Gimp e a modelação de técnicas úmidas

Boa parte deste ano foi tomada pelo desenvolvimento de técnicas úmidas para o Gimp... produzí uma longa serie de textos, anotações e amostras de como poderia ser resolvida a técnica no Gimp. Notei também que para disponibilizar todo este material vão ser necessárias muitas revisões e a criação de presets bem enxutos para facilitar o uso como um todo.
Experimentando os processos de watering, usando borracha e carimbo com textura para cancelar ou abrandar as manchas.
Experimentando os processos de watering, usando borracha e carimbo com textura
para cancelar ou abrandar as manchas.
Muitas das ferramentas de pintura do Gimp resolvem muitas das questões da pintura digital mais tradicional em geral... no que se refere a pintura úmida no entanto, necessitamos de um trabalho adicional ou de uma metodologia que possa facilitar as passagens e as ferramentas neste sentido. Por exemplo, a Borracha, o Carimbo com pattern incorporado, podem ser usados como uma espécie de tampão para limpar a tinta e deixar marcas indeléveis na mancha.
Estas passagens e usos constituem por si só argumentos que devem serem tratados com certo grau de profundidade e proficiência para não deixar maus entendidos... realizar tais coisas vai levar um bom tempo ainda... mas acredito que no final vão constituir um bom cenário de como manobrar a pintura digital não tão somente para as técnicas úmidas.

MyPaint e técnicas úmidas

Estou trabalhando em set de pinceis para o MyPaint especificamente para estas técnicas... a grande diferença entre Gimp e MyPaint está nos pinceis... neste último os pinceis constituem um conjunto completo de emulação (pincel + técnica de pintura).
Já no Gimp... temos estes conjuntos separados entre tres instâncias basicamente: funções do tool options, dinâmicas de pintura e tipo de pincel (.vbr, .gbr e .gih).

No MyPaint, como tudo está junto, de certa forma facilita o trabalho e processo de pintura e desenho, mas ao mesmo tempo dificulta, pelo menos pra mim, a projetação e realização de pinceis aptos a emular esta ou aquela técnica de pintura (acho mais pela complexidade do editor de pinceis).
Testando pinceis úmidos no MyPaint com alguns conceitos de mixing e transparência incorporados aos mesmos.
Testando pinceis úmidos no MyPaint com alguns conceitos
de mistura e transparência incorporados aos mesmos.
A modelação destes pinceis é bastante complicada e requer muita paciência e testes exaustivos pra termos um resultado que considero aceitável. O meu objetivo é que estes pinceis sejam utilizáveis na versão 1.1 e 1.2 futura. De fato os pinceis estão sendo produzidos na versão git master e testados de tempos em tempos na versão oficial 1.1. Acredito que estes possam ser migrados para a versão 1.0 do Windows e deverão corretamente na versão 1.1 sempre de Windows (se alguém quiser ajudar e testar eles neste ambiente é muito bem-vindo).

Os pinceis deste trabalho tem propriedades bem interessantes, por exemplo, eles misturam com a cor própria (smudge) mantendo níveis adequados de transparência (opacity) com um resultado aceitável de mistura (empasto) da cor própria com aquela vizinha, ou aquela inferior ou a de cobertura (Color). Como escrevi no post anterior... tenho um texto de referência para alguns do parâmetros dos pinceis do MyPaint... mas os parâmetros que usei na técnica úmida não foram ainda realizados... mas vai ser necessário escrever algo pra facilitar as coisas no futuro e nas revisões destes pinceis.

Os atuais sets do MyPaint incluindo alguns alternativos disponíveis na Web não conseguem resolver o problema a pintura úmida com mistura de cores transparentes... tive a pachorra de testar e analisar todos estes sets e daí foi que pensei em começar a projetar algo inicialmente pra mim... mas que no futuro tentarei disponibilizar os pinceis chaves destes conceitos sem fazer um set muito grande.
Muitos destes sets atuais resolvem somente o conceito do smudge com a cor própria e com bons efeitos de watering... mas sem produzir nenhum efeito de mistura ou glazing de cores vizinhas ou de cores inferiores ou das de cobertura... para isto temos pinceis que em parte produzem o blend... mas sinceramente eu os achei bastante difíceis de usar... na pintura real o efeito da mistura é direto e imediato e isto torna as coisas mais divertidas e incontroláveis... mas ao mesmo tempo controláveis dentro do mesmo processo. Tendo instrumentos separados tudo fica mais chato de realizar e o efeito final, muitas vezes ressente o fato. Para pintura úmida monocromáticas estes pinceis, no entanto, são mais que ideais.
Exemplo de pintura úmida realizada no MyPaint com os pinceis default para este tipo de técnica.
Exemplo de pintura úmida realizada no MyPaint com os pinceis default para este tipo de técnica.


Serie de pinceis nos quais estou trabalhando
para pintura digital e acessórios afins.

Exemplo ícone no tamanho real.
Exemplo ícone no
 tamanho real.
Estive também trabalhando na criação de um set ícones para os meus pinceis... mas que ainda estão em fase de estudo... queria poder realizar algo diferente e com um gosto mais clássico. Os textos para nomear os ícones estou usando alguns estudos sobre o sub-pixel, que ajuda bastante a dar definição em textos minúsculos... mas ainda precisa melhorar muito!

O caminho é bastante longo e lento mas já estou usando estes pinceis, ainda em forma provisória, em alguns trabalhos andei publicando na web (veja o post anterior). O rough mais recente publiquei no g+, que tento resolver com maior coerência e incidência a questão do empasto da cor.
Pincel redondo simples com algumas qualidades de empasto, transparência e mistura de cor.
Pincel redondo simples com algumas qualidades de empasto,
transparência e mistura de cor.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...