sábado, 13 de outubro de 2012

Mypaint e Gimp - Preview da minha integração - parte IV

No artigo precedente estive comentando sobre a possibilidade de usar os pinceis do Mypaint em trabalhos de precisão sem ter a necessidade de trabalhar excessivamente com o zoom, visto que eles funcionam muito bem sem a necessidade de escala-los continuamente.

Para exemplificar este fato eu capturei algumas videadas dos trabalhos emblemáticos desta minha preview. A ilustração "Terceiro Setor" foi colorida no Gimp usando seleções livres e sucessivamente salvadas como traçados, já a ilustração "Privado" foi colorida a mão livremente no Mypaint. Na ilustração feita integralmente no Mypaint, "Privado",  quando 'zoomada' notamos uma certa imprecisão nos bordos de pintura... analisando estas invasões de bordo, notei que a maioria são praticamente imperceptíveis em tamanho real e não tem muito sentido limpar uma coisa a qual no final não iremos perceber na impressão... mesmo porque o processo em quadricromia tem uma acuidade visual menor daquela observada no monitor de trabalho e principalmente quando usamos o zoom... que no caso do impresso não é possível com a mesma qualidade e acuidade.

No trabalho de colorir feito em Mypaint, a ilustração "Privado",  em tamanho real são visíveis imprecisões , muitas delas são grosseiras e as irei corrigir... mas em alguns casos são intencionais. Se observarmos o braço do garoto, na parte inferior da imagem detalhe, notamos que tem um aspecto ótimo e sem defeitos aparentes. Mas se olharmos com o zoom veremos muitas imperfeições.

No Mypaint é possivel obter este tipo de finalização sem termos a necessidade de trabalhar com zooms excessivos ou ficar correndo o trabalho de um ponto ao outro. Notar que grande parte do trabalho "Privado" foi feito na escala 1:1 em um video de 22,5 polegadas... e trabalhei praticamente na tela no tamanho real de impressão, um A3.

Importante frisar que o controle no Mypaint é tão bom, que fazer estas pequenas correções é muito fácil e pratico. Outra coisa é o tempo gasto... no Mypaint tem um ganho efetivo de tempo de uns 50%, pensando em trabalhos menos ou mais detalhados e já considerando as correções nas pinceladas... isto equivale seguramente a um aumento de produtividade e a uma diminuição de stress.

Detalhe da ilustração "Terceiro Setor", a coloração feita no Gimp.
Detalhe da ilustração "Terceiro Setor", a coloração feita no Gimp. O detalhe corresponde a +/- 13 cm de largura do tamanho real.
Detalhe da ilustração "Privado", realizada integralmente no Mypaint, aonde se observam a imprecisão nos bordos.
Detalhe da ilustração "Privado", realizada integralmente no Mypaint, aonde se observam a imprecisão nos bordos. Aqui também temos o equivalente de 13 cm da largura efetiva do trabalho.
Mas isto não quer dizer que tudo é melhor ou mais pratico fazer no Mypaint... no âmbito destas ilustrações fiz vários destes degradês com o Gimp, para céus, mares, rios etc... as vezes, no entanto, o aspecto perfeito e quase inatural destes degradês "briga" com o resto do meu trabalho... mesmo usando uma paleta de cores limitada e prevalentemente de tinta unida. É aí que o Gimp volta a ser util, pois podemos usar pincéis com rasters para diminuir a inaturalidade destas grandes zonas de tinta.
Para produzir as texturas na mesa, exibidas na imagem detalhe a seguir, usei um pincel tipo flat no modo 'color erase' com a cor de foreground o valor mais escuro da tinta do degradê da mesa.

Detalhe da ilustração "Terceiro Setor" com a texturização da escrivaninha com um pincel estático do Gimp...
Detalhe da ilustração "Terceiro Setor" com a texturização da escrivaninha com um pincel estático do Gimp... que produz estes riscos na textura do degradê da mesa.
Detalhe da ilustracão acima antes da aplicação do pincel estático tipo flat que produz a textura com riscos.
Detalhe da ilustracão acima antes da aplicação do pincel estático tipo flat que produz a textura com riscos.
Espero que vocês tenham gostado do relato e que seja útil para o percurso de vocês também. No próximo artigo sobre esta integração tentarei explicar entre as varias questões, por exemplo, aquelas relativas às cores e como criei a paleta de 64 cores segura para o CMYK, a qual serviu como referência para toda serie de ilustrações que fiz para este trabalho.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...